Circulação nas faixas de BUS - Lisboa
#1

Os motociclistas vão passar a poder circular nas faixas BUS em Lisboa. A proposta que o CDS-PP levou à reunião camarária esta quarta-feira contou com o apoio da Federação de Motociclismo de Portugal (FMP) e deverá entrar em vigor muito em breve.

clap

Esta era uma notícia há muito esperada pelos motards do município de Lisboa, que se junta assim ao Porto, cidade pioneira da iniciativa no nosso país.

Recorde-se que também em Almada está a ser estudada a possibilidade de se permitir a circulação de motociclos nos corredores destinados aos autocarros.

Na mesma reunião foi ainda aprovada a proposta de criação de caixas de paragem destinadas a motociclos e ciclomotores na linha da frente das faixas de rodagem, junto dos semáforos.

A medida trará vantagens como a redução do tempo de viagem e dos níveis de CO2, bem como o aumento da segurança e o incentivo à transferência do automóvel para o motociclo, reduzindo assim o tráfego automóvel.

FONTE

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder
#2

Finalmente! thumbsup

Ex Suzuki GS500
Ex Yamaha YZF600R - Thundercat
Ex Yamaha R1
Suzuki GSX-R 750
Responder
#3

Não tenho vias destinadas aos autocarros na minha cidade. cry

Mas também não tenho congestionamentos.

Boa medida. clap
Responder
#4

Já é possível no Porto e parece que vai passar a ser legal também em Lisboa.

Esta e outras alterações que me parecem interessantes.

observador.pt Escreveu:A Câmara de Lisboa, de maioria socialista, aprovou esta quarta-feira por unanimidade a proposta apresentada pelo CDS-PP para que as motas possam circular nas vias reservadas a transportes públicos, as chamadas faixas bus.

Assim, dentro de seis meses, a Direção Municipal de Mobilidade e Transportes irá realizar um estudo sobre a viabilidade do projeto, que será, numa primeira fase, aplicado numa zona piloto a definir, explicou hoje à agência Lusa o vereador do CDS-PP, João Gonçalves Pereira.




Como defende o centrista na proposta, o novo Código da Estrada permite esta alteração, que iria trazer “melhorias significativas na mobilidade e na eficiência energética da cidade de Lisboa, reduzindo os tempos de viagem […], aumentando a segurança dos condutores dos motociclos”. Esta situação já se verifica, por exemplo, no Porto.

O autarca sustenta também que se deve solicitar um parecer à Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e ao Instituto da Mobilidade e dos Transportes, entidades que deverão indicar qual a zona abrangida pela fase experimental.

Na reunião foi também aprovada por unanimidade uma proposta do PCP para que seja criada na cidade, “na linha da frente das faixas de rodagem e junto dos semáforos, uma ‘caixa de paragem’ destinada a motociclos e a ciclomotores, pintada em cor adequada”.

Os vereadores João Ferreira e Carlos Moura salientam no documento que a Câmara de Lisboa deve realizar, através dos serviços de Mobilidade e Transportes, um estudo sobre a rede viária tendo em vista a melhoria das condições materiais e de circulação para motociclos e ciclomotores.

Os comunistas justificam que a utilização do ciclomotor e do motociclo potenciam a mobilidade urbana, pois “aumentam a fluidez do tráfego e diminuem os tempos de deslocação”.

Outra das propostas levadas à reunião pelos vereadores do PCP centra-se nos mercados municipais e também foi aprovada por unanimidade. A seu ver, alguns destes espaços encontram-se “em adiantado estado de degradação”.

Considerando o “adiantado estado de degradação” de alguns destes espaços, os comunistas solicitam a abertura de “um concurso de ideias com vista à reabilitação e dinamização dos mercados”, assim como a criação de “medidas que promovam uma melhor adequação das condições de funcionamento dos mercados – dos existentes e eventualmente de outros a instalar em novos locais – aos interesses e necessidades da população da cidade, e em especial das famílias”.

O CDS-PP apresentou ainda uma proposta para a elaboração de um programa evocativo das comemorações dos 40 anos do 25 de Novembro de 1975, que marcou o fim do Processo Revolucionário Em Curso (PREC). O documento foi aprovado por unanimidade.

João Gonçalves Pereira disse à Lusa que vai organizar, em conjunto com a vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto, o programa evocativo da data, do qual poderão constar, por exemplo, uma exposição, uma resenha histórica da efeméride, uma brochura informativa sobre a data e uma sessão solene a 25 de novembro, a efetuar durante este ano.

Quanto aos custos da iniciativa, sublinhou tratar-se de um “orçamento contido”, sem falar em números.

http://observador.pt/2015/02/11/motocicl...dores-bus/
Responder
#5

Ainda está em fase experimental,
se os motoristas de transportes publicos nao se revoltarem e o pessoal de motas nao fizer da faixa de Bus autenticas passereles em que se sintam a desfilar calmamente, será uma mais valia para a segurança de todos nós.


Cumprimentos "V"
Responder
#6

REPOST!

http://motonliners.pt/showthread.php?tid=335

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#7

(12-02-2015 às 10:37)carlos-kb Escreveu:  REPOST!

http://motonliners.pt/showthread.php?tid=335

Uma vez que este tópico é que está na secção certa, juntei os 2 aqui.
Responder
#8

(12-02-2015 às 09:49)Tiago Mendes Escreveu:  se os motoristas de transportes publicos nao se revoltarem e o pessoal de motas nao fizer da faixa de Bus autenticas passereles em que se sintam a desfilar calmamente, será uma mais valia para a segurança de todos

Revoltados?
Os motoristas de transportes públicos estão mais que habituados!!!

Esta lei só vem despenalizar uma coisa que apesar de proibida toda a gente há muito que o faz.
E que por razões óbvias de mobilidade sempre foi bastante tolerada até pela policia.
Responder
#9

Há muita gente que so usa a faixa de BUS em ultimo caso, mas agora vamos ter motas, motorizadas e afins a darem uso livre, que acredito muitas vezes sem necessidade, o que poderá atrapalhar a circulação de transportes publicos.
Digo isto devido a enorme falta de civismo de muita gente que anda na estrada, seja em 2, 3 ou 4 ou mais rodas.
Responder
#10

(12-02-2015 às 11:29)dfelix Escreveu:  Revoltados?
Os motoristas de transportes públicos estão mais que habituados!!!

Esta lei só vem despenalizar uma coisa que apesar de proibida toda a gente há muito que o faz.
E que por razões óbvias de mobilidade sempre foi bastante tolerada até pela policia.

Ando de moto há 21 anos, e já fiz muitos kms em Lisboa e nunca tive chatices! E já passei ao lado de carros e motos da policia que tambem circulavam na faixa do BUS...

Acho que parte tambem da postura que tens em cima de uma moto... se fores um rátátá se calhar chateam-te a cabeça, eu como sou o super d'orige com uma postura calma, neste anos todos nunca me chatearam...

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)