BMW K1200 S "a primeira da 2ª geração K"
#41

(26-01-2021 às 14:39)Nfilipe Escreveu:  Uma marca criar um modelo cheio de defeitos e meter o rabo de fora quando é preciso assumir as responsabilidade para com os problemas que os clientes se queixam, nao é de certo algo novo nem exclusivo mas nao é algo que uma pessoa associe espontaneamente a uma marca grande como a BMW.

Se há construtor conhecido pela elevada quantidade de recalls... é a BMW.
E isto é uma "faca de dois legumes".
Porque é um argumento que pode ser usado como for mais conveniente!

Podemos usar este argumento para reforçar a ideia que produzem motos de merda e por isso passam a vida a encontrar problemas que têm de ser corrigidos.

Mas se passam a vida com novos "recalls", podemos criticar que não assumem responsabilidade? think
Parece-me contraditório.

(26-01-2021 às 14:39)Nfilipe Escreveu:  ...fui pesquisar um pouco e li muito do que o Carlos fala. Pensei logo para mim, "chuta para canto", ...

Já alguma vez tiveste determinados sintomas ou te foi diagnosticado algum problema de saúde... e depois pesquisaste no google sobre isso?

É das piores coisas que se pode fazer!
Só aparecem desgraças! E fica-se com a sensação que estamos de pés prá cova.

Nas motos isto não é muito diferente.

(26-01-2021 às 14:39)Nfilipe Escreveu:  ... ainda assim, apesar de serem tao problemáticas, nem por isso se vendem a preços generosos nos usados. Eu se tivesse um modelo tao problemático como esses que se fala, preferia quase dar a mota ainda que fosse por pouco dinheiro do que a ter parada e nao andar com receio de todos os problemas e mais algum.

Ou seja... preferias deixar de andar com determinada moto e vendê-la ao desbarato só por receio dos problemas que possa dar... baseado no que leste na internet? think

Quando leio afirmações deste tipo tenho sempre flashbacks.
Já perdi a conta a malta "random" que veio com a conversa de que determinado modelo ou marca que tive/tenho dá problemas.
E baseando-se sempre ou no que leram ou no que disse o suposto amigo do primo do cunhado que também teve uma...

Quando tinha a speed triple.. era recorrente!

(26-01-2021 às 18:52)Nfilipe Escreveu:  A mentalidade dos proprietários de qualquer veiculo Bmw nao deve andar muito longe disso.

Nos últimos onde se tem assistido a uma sobrevalorização gritante é nas MT's!

(26-01-2021 às 18:52)Nfilipe Escreveu:  Hoje em dia parece nao haver mota usada que nao seja esteja mega inflacionada e bem mais cara do que o que devia mas as Bmw ocupam um lugar de topo nisso. Uma gs1200 com mais de 10 anos chega a custar a vontade mais de 10 mil euros.

E as MT com 2-3 anos mais caras que novas?
Já ouviste falar da "lei da oferta e procura", certo?

Dei-me ao trabalho de ir ao standvirtual para ver o preço das K1*00S.
A mais barata é uma K1200S de 2004 e custa 4990 negociáveis.
A mais cara é um K1300S de 2009 por 7500.
Não acho estes preços chocantes.

(27-01-2021 às 13:12)marco.clara Escreveu:  Eu acho que a questão não são os problemas crónicos, mas sim as generalizações que se estão a fazer, quer sobre a marca (e não apenas o modelo) quer sobre os proprietários de veículos dessa marca (como é o meu caso).

É isto.

(27-01-2021 às 13:12)marco.clara Escreveu:  Da mesma forma, tenho dúvidas que algum proprietário de uma K1200S alguma vez tenha dito "estou farto desta merda problemática, vou comprar uma CB500 ou uma Versys 650 para ter uma vida descansada".

E se for....
"Tenho uma R1200S, estou farto desta merda problemática, vou comprar uma ducati!"
Conta? cool

(27-01-2021 às 23:46)gonzas Escreveu:  Página e meia depois fiquei sem perceber: afinal a merda da BMW vale mais que a merda das outras marcas ou não? É só para ter uma ideia do que vou gastar para comprar uma só para a atirar da roca abaixo....

Uma coisa é "valer mais" outra é "custar mais".
E habitualmente são modelos com mais procura que no mercado "custam mais" dinheiro mesmo que não "valham mais" dinheiro.
Podes ter motos da BMW nessa lista... como as GS porque há resmas de gente a desejar ter uma GS.
O que não quer dizer que não existam outros modelos de outra marca que por razões de "moda" a preços absurdos nos classificados.

Queres dar um show épico na Roca?
Dás os 7950 euros que pedem por esta moto que nova custa 6995... só porque levou um escape e umas merdas.
E que entretanto até o modelo já foi substituído por outro mais recente.

Avisa-me... porque quero lá ir assistir.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#42

(28-01-2021 às 15:23)dfelix Escreveu:  Se há construtor conhecido pela elevada quantidade de recalls... é a BMW.
E isto é uma "faca de dois legumes".
Porque é um argumento que pode ser usado como for mais conveniente!

Podemos usar este argumento para reforçar a ideia que produzem motos de merda e por isso passam a vida a encontrar problemas que têm de ser corrigidos.

Mas se passam a vida com novos "recalls", podemos criticar que não assumem responsabilidade? think
Parece-me contraditório.


Nao tem nada de contraditório porque me estou a referir a uma situação que aconteceu quanto à k1200s durante essa altura, que é o modelo ao que o tópico se refere. Não é uma opinião, é um facto de que a Bmw nao assumiu as responsabilidades com os problemas crónicos desse modelo. Se entretanto as coisas mudaram, ainda bem, nao fazem mais do que se espera de uma marca como a Bmw.


(28-01-2021 às 15:23)dfelix Escreveu:  Já alguma vez tiveste determinados sintomas ou te foi diagnosticado algum problema de saúde... e depois pesquisaste no google sobre isso?

É das piores coisas que se pode fazer!
Só aparecem desgraças! E fica-se com a sensação que estamos de pés prá cova.

Nas motos isto não é muito diferente.

Concordo quanto as questões de saúde, quaisquer que sejam os sintomas se nos deixarmos levar pelo que lemos, podemos começar a vislumbrar um futuro macabro. lol

No entanto nao tiro a mesma conclusão quanto as motas. Qualquer pessoa tem critérios quanto a compra de uma mota, se esses critérios nao sao satisfeitos, o que se faz normalmente é eliminar as possibilidades que não cumprem esses critérios.

No meu caso, a fiabilidade é um deles. Se vais a net pesquisar sobre um modelo e uma maioria te fala sobre problemas, talvez isso queria dizer algo. E é daqui que entendo a grande utilidade das reviews, nao preciso de comprar uma mota para descobrir por mim os problemas que posso vir a ter mediante o uso. Mas sei que as reviews, valem o que valem, representam uma parte nao um todo.


(28-01-2021 às 15:23)dfelix Escreveu:  Ou seja... preferias deixar de andar com determinada moto e vendê-la ao desbarato só por receio dos problemas que possa dar... baseado no que leste na internet? think

Quando leio afirmações deste tipo tenho sempre flashbacks.
Já perdi a conta a malta "random" que veio com a conversa de que determinado modelo ou marca que tive/tenho dá problemas.
E baseando-se sempre ou no que leram ou no que disse o suposto amigo do primo do cunhado que também teve uma...

Quando tinha a speed triple.. era recorrente!

Se algum dia comprar um modelo problemático sem o saber previamente, lógico que nao deixo de andar nela pelo que os outros falam mas se começar a experienciar uma serie de problemas que sao comuns a muitos outros utilizadores, talvez seja altura de a meter a andar, antes de passar por todos os problemas da lista. Isto seria a minha maneira de lidar com esta situação, mas entendo que cada um faça como acha melhor para si. Não existe muita discussão quanto a isso.

Mas nao existe nada pior que ter uma mota e nao ter confiança para pegar nela. Falo por experiência própria.


(28-01-2021 às 15:23)dfelix Escreveu:  E as MT com 2-3 anos mais caras que novas?
Já ouviste falar da "lei da oferta e procura", certo?

Dei-me ao trabalho de ir ao standvirtual para ver o preço das K1*00S.
A mais barata é uma K1200S de 2004 e custa 4990 negociáveis.
A mais cara é um K1300S de 2009 por 7500.
Não acho estes preços chocantes.

O fenómeno das Mt já deve remontar ao tempo em que a primeira Mt usada apareceu nos classificados, logo, já é uma realidade alternativa que pouco surpreende. No entanto, nao é um fenómeno que por comparação fazem parecer as Bmw motas baratas. Logo continuo com a mesma opinião.
Responder
#43

(28-01-2021 às 15:23)dfelix Escreveu:  Queres dar um show épico na Roca?
Dás os 7950 euros que pedem por esta moto que nova custa 6995... só porque levou um escape e umas merdas.
E que entretanto até o modelo já foi substituído por outro mais recente.

Avisa-me... porque quero lá ir assistir.

Tb quero ir assistir!.... lol lol lol

Live After Death...

Os Ferros...

In life, nothing happens by chance...
Responder
#44

(28-01-2021 às 15:23)dfelix Escreveu:  Se há construtor conhecido pela elevada quantidade de recalls... é a BMW.
E isto é uma "faca de dois legumes".
Porque é um argumento que pode ser usado como for mais conveniente!

Podemos usar este argumento para reforçar a ideia que produzem motos de merda e por isso passam a vida a encontrar problemas que têm de ser corrigidos.

Mas se passam a vida com novos "recalls", podemos criticar que não assumem responsabilidade? think
Parece-me contraditório.

Quando tive a minha K1200S de 2007 fui a BMW marcar os Recalls ainda em vigor para a moto em causa, fizeram o que tinham a fazer,
sem qualquer problema!

Live After Death...

Os Ferros...

In life, nothing happens by chance...
Responder
#45

(28-01-2021 às 17:50)Nfilipe Escreveu:  Não é uma opinião, é um facto de que a Bmw nao assumiu as responsabilidades com os problemas crónicos desse modelo.

Acho que o desafio passa por entendermos o que pode considerar "problemas crónicos" do modelo.
E claro, percebermos exactamente o é que a marca não assumiu.

Outro tema pertinente é a suposta falta de fiabilidade de alguns componentes "deste modelo" partilhados com outros da mesma marca... porém que não se ouve falar.

(28-01-2021 às 17:50)Nfilipe Escreveu:  No meu caso, a fiabilidade é um deles. Se vais a net pesquisar sobre um modelo e uma maioria te fala sobre problemas, talvez isso queria dizer algo.

Certo..
Depois opta-se por uma uma CB500 "para ter uma vida descansada"!
Mesmo existindo "problemas crónicos" reportados.

Isto para não se entrar no tema complexo onde "problemas" são tabu.

(28-01-2021 às 17:50)Nfilipe Escreveu:  No entanto, nao é um fenómeno que por comparação fazem parecer as Bmw motas baratas. Logo continuo com a mesma opinião.

Portanto...

Uma Yamaha usada e mais cara que nova...
Tudo bem!

Uma BMW com 15 anos por um 1/3 do que custava nova, que até é um valor enquadrado com outras motos idênticas da mesma idade/época...
Demasiado caro! Um roubo!

lol

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#46

Eu ter adquirido uma cb 500 por acaso deve-se a outros motivos, os quais não tem qualquer relevância para aqui. Mas de qualquer das maneiras se a ideia é dar a imagem que a Cb 500 também tem problemas, é certo que tem mas existe alguma mota que nao os tenha? think e os ditos crónicos, são o tensor e o rectificador mas com esses eu vivo bem mas mesmo tendo em conta esses ditos problemas, goza de uma fama de fiabilidade bem mais alta que uma maioria. Para mim chega-me, por enquanto.

Portanto...

E voltando para as Mt, é o que é, e está a vista de toda a gente e só pega nelas quem quer mas eu nao disse que estava tudo bem com isso, isso já sao palavras tuas. Mas nao me tira o sono essa situação caricata, até porque nao tenho pretensões de adquirir uma lol
Responder
#47

(28-01-2021 às 22:34)Nfilipe Escreveu:  ... é certo que tem mas existe alguma mota que nao os tenha?

Penso que é precisamente aí que se pretendia chegar.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#48

A cb500 também é uma das que gostaria de atirar da roca. E a versys também está na lista. Só não vai já arriba abaixo  porque não me apetece andar a pé.
Responder
#49

(28-01-2021 às 23:07)gonzas Escreveu:  A cb500 também é uma das que gostaria de atirar da roca. E a versys também está na lista. Só não vai já arriba abaixo  porque não me apetece andar a pé.

Acho que atirar qualquer moto que seja da roca daria um bom momento de entrenimento.
Não é preciso ser elitista.

Claro que há aqui um problema ecológico que precisa de ser resolvido.
Mas penso que só se aplicará caso fique pendurada na falésia.
Se for projectada com velocidade suficiente para chegar ao mar, há um enorme potencial para virar um belo recife artificial capaz de atrair vida marinha de todos os tipos.

[Imagem: 55d8b3ee9d3b0b3f67b76d3bc9850298.jpg]

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#50

(28-01-2021 às 22:42)dfelix Escreveu:  
(28-01-2021 às 22:34)Nfilipe Escreveu:  ... é certo que tem mas existe alguma mota que nao os tenha?

Penso que é precisamente aí que se pretendia chegar.

Eu tambem acho que sim.
Com aligeira diferença de que, como tu mesmo já deisseste um indeterminado numero de vezes, muitas vezes uma BMW não oferece um produto cujo valor justifique o preço que se pede. Se a isto juntamos os problemas que se sabem (resolvidos ou não pelos recalls)existe fundamento suficiente para fazer crer ou achar que a marca não faz bem o seu trabalho (produzir veiculos cuja qualidade esteja de acordo com o seu preço).

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)