Base CB1000R poderá ser "pau para toda a obra"!
#1

Parece que a Honda, segundo a Young machine, se prepara para pegar na base da actual CB1000R "neo coiso café" e lançar daí, diferentes variantes, para segmentos distintos, sendo algumas delas produtos já conhecidos ou apresentados antes como concepts, e retocados, com vista a produção.

A começar, com uma sport-tourer (mas afinal não estavam mortas e enterradas?) para substituir as descontinuadas VFR e jogar no campeonato das ainda existentes Ninja SX, GSX-S1000 ou Ducati SuperSport, e que se denominará por CBR1000R.

[Imagem: 6Dxx8z7.jpg]

Uma variante neo-retro-racer, já conhecida da CB4 Interceptor (que se chamará de CB1000R Interceptor), ao estilo das R9T Racer ou MV Agusta SuperVeloce.

[Imagem: xDxTvb3.jpg]

Uma "calça arregaçada", também derivada da concepet CB4 X, apresentada na EICMA de 2019, que irá jogar no campeonato das trail-asfálticas de 1 litro, e que de forma também muito original ( devil ) ostentará a designação de CB1000X.

[Imagem: FNwpaxg.jpg]

Uma clássica revivalista ao estilo das Bol D'Or, para substituir a obsoleta CB1100 e rivalizar com as Z900RS e XSR900.

[Imagem: IYrqpjQ.jpg]

Especulação ou algo mais que isso? Pelo menos as CBR1000R e CB1000X parecem estar quase garantidas como novidades para 2021.

FONTE

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#2

Nada de novo...
Responder
#3

(09-09-2020 às 18:08)LoneRider Escreveu:  Nada de novo...

... Ou de diferente, em relação aos demais.

Já lá vai o tempo em que as marcas se davam ao luxo de terem motores, chassis ou componentes específicos e exclusivos para cada modelo!!!

Agora é a mesma base e mudam-se as roupagens. Há que poupar e rentabilizar o material que se tem, para preencher todos os nichos e ao mesmo tempo agradar às preferências do maior número de pessoas. Maior lucro com cada vez menos gastos... e no fundo acabamos todos a andar com motos tão iguais, mas visualmente tão diferentes.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#4

Então sempre se confirma que cb1000r vai sair de produção?

[Imagem: images?q=tbn:ANd9GcSBKDKs6yFSsA6jXIrK7LO...Fbu3pya-zl]
Responder
#5

(09-09-2020 às 23:33)el_Bosco Escreveu:  Então sempre se confirma que cb1000r vai sair de produção?

Aonde viste isso? Veria a CB1000R a saltar fora, caso se confirmasse uma hipotética CB1000RR-R, já com os genes da nova Fireblade. Mas por enquanto, isso é conjectura da Kardesign Concept.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#6

(10-09-2020 às 09:28)carlos-kb Escreveu:  Aonde viste isso? Veria a CB1000R a saltar fora, caso se confirmasse uma hipotética CB1000RR-R, já com os genes da nova Fireblade. Mas por enquanto, isso é conjectura da Kardesign Concept.

Já não me recordo... Mas alguém me disse que 2020 era o seu último ano de produção. Talvez não fosse uma informação correcta.

[Imagem: images?q=tbn:ANd9GcSBKDKs6yFSsA6jXIrK7LO...Fbu3pya-zl]
Responder
#7

Se for com o mesmo motor descafeinado da CB1000R não terá hipóteses com a concorrência. E com a Ducati a preparar uma Multistrada V4 so mesmo os fanáticos da Honda é que entre uma S1000XR amigável, uma Multistrada endiabrada e uma SDGT hooligan vai gastar dinheiro na Honda

Ditadura dos Flocos de Neve
Responder
#8

(10-09-2020 às 17:06)dmanteigas Escreveu:  Se for com o mesmo motor descafeinado da CB1000R não terá hipóteses com a concorrência. E com a Ducati a preparar uma Multistrada V4 so mesmo os fanáticos da Honda é que entre uma S1000XR amigável, uma Multistrada endiabrada e uma SDGT hooligan vai gastar dinheiro na Honda

Estarás a referir-te à versão "X", de calça-arregaçada, presumo...
Este motor (da antiga Fireblade) declara, na versão da CB1000R, 145cv. Na versão da CBR1000RR, entre os 178cv a 189cv. A margem para o "trabalhar" parece grande, dependendo agora do produto que irão querer oferecer. O certo é que se a frangaria seguir aquela política do user friendly ou total control, se calhar virá aí uma coisa mais amorfa para poder ser (mais) utilizável por todos. Até porque a Honda verá mais como concorrência directa as suas conterrâneas e não tanto as europeias, que jogam numa liga mais "pr€mium".

Nestas 4 hipotéticas propostas, e até achando engraçada a interceptor, apenas pelas suas linhas estéticas, o interesse seria mais na sport-tourer (CBR1000R). Esteticamente (a ser aquele o design da moto) acho que está bastante melhor que a Ninja SX e GSXS-F (o que não é difícil também). E ainda com o monobraço que acaba a ser um must! Se tiver a possibilidade de montar umas sport-panniers (como na SX) e vier com uma potência na casa dos 150 a 160cv, pode-se tornar apetecível para o mercado.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#9

(09-09-2020 às 22:48)carlos-kb Escreveu:  
(09-09-2020 às 18:08)LoneRider Escreveu:  Nada de novo...

... Ou de diferente, em relação aos demais.

Já lá vai o tempo em que as marcas se davam ao luxo de terem motores, chassis ou componentes específicos e exclusivos para cada modelo!!!

Agora é a mesma base e mudam-se as roupagens. Há que poupar e rentabilizar o material que se tem, para preencher todos os nichos e ao mesmo tempo agradar às preferências do maior número de pessoas. Maior lucro com cada vez menos gastos... e no fundo acabamos todos a andar com motos tão iguais, mas visualmente tão diferentes.

Mas não é nada que não acontecesse no passado.

Viajando no tempo até 98, também na Honda, tinhamos por exemplo a CBF600, CB600F e CBR600 que também tinham uma base comum.
Responder
#10

É a evolução dos tempos...a base mecânica é tão flexivel que se adapta a vários estilos de mota...é para os indecisos dos tempos modernos...assim arranja-se um motor versátil e a malta escolhe a tipologia que acha que se adapta a cada um...tanto dá para trail como naked como semi desportiva como para aspirador de grande cilindrada...
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)