As motas que eram para ser... e nunca o foram
#11

(28-12-2017 às 19:00)Fz1000 Escreveu:  Ter uma loja aberta cujo objectivo é vender e tratar assim a clientela, costuma não resultar muito bem a longo prazo para o vendedor.

Só que no tempo das vacas gordas era normal...
Nem precisavam de vender muito pois tinham valentes margens de lucro.
pervert
Responder
#12

(28-12-2017 às 19:44)marco.clara Escreveu:  Há relativamente pouco tempo atrás, estive a um danoninho de ser o proprietário de uma RF900.

Experimentei a mota e gostei. O valor estava ao meu alcance e era negociável. Fui para casa pensar no negócio e fiquei de dar uma resposta dois dias depois.

No entretanto e por mero acaso, comentei o negócio com um amigo, que também por mero acaso conhecia a mota e respetivo dono. Foi assim que fiquei a saber que aquela RF na realidade era a combinação de duas motas acidentadas numa só.

E é por isso que - por sorte - não tenho "aquela" RF900. smile

Além de tudo tiveste sorte e ainda bem. blink

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#13

(28-12-2017 às 19:44)marco.clara Escreveu:  Há relativamente pouco tempo atrás, estive a um danoninho de ser o proprietário de uma RF900.

Experimentei a mota e gostei. O valor estava ao meu alcance e era negociável. Fui para casa pensar no negócio e fiquei de dar uma resposta dois dias depois.

No entretanto e por mero acaso, comentei o negócio com um amigo, que também por mero acaso conhecia a mota e respetivo dono. Foi assim que fiquei a saber que aquela RF na realidade era a combinação de duas motas acidentadas numa só.

E é por isso que - por sorte - não tenho "aquela" RF900. smile

Isso é que foi sorte!
Responder
#14

(28-12-2017 às 19:55)dfelix Escreveu:  
(28-12-2017 às 19:00)Fz1000 Escreveu:  Ter uma loja aberta cujo objectivo é vender e tratar assim a clientela, costuma não resultar muito bem a longo prazo para o vendedor.

Só que no tempo das vacas gordas era normal...
Nem precisavam de vender muito pois tinham valentes margens de lucro.
pervert

Sim dfelix, era normal... e sim grandes margens.

No entanto,
na casa em causa, de tanto serem anormais e arrogantes... conseguiram falir mesmo no tempo das vacas gordas!

Costuma se dizer, que cada um tem aquilo que merece... wtf

Live After Death...

Os Ferros...

In life, nothing happens by chance...
Responder
#15

Bem, cá vai disto, para me odiarem um bocadinho.. bigsmile

Depois de ter a cb e a gs, a oficina onde o meu mecânico trabalha recebeu uma NC700x usada mas impecável, com uns dois anos e poucos km.
Disse-me que ia perguntar aos outros mecânicos da oficina se alguém queria ficar com ela. Se ninguém quisesse, seria minha por +-4000€

Na altura teria sido a opção ideal, uma mota como nova, por um preço muito abaixo do normal, com consumos baixíssimos, que não precisava de top case e que daí a um ou dois anos podia vender e ainda ter lucro.

Muito "sonhei" com ela, vi os mods que lhe ia fazer, li sobre ela, etc. Mas um dos mecânicos acabou por morder o isco e eu fiquei de mãos a abanar.

Não sinto propriamente saudades porque não me parece uma mota muito entusiasmante.
Se teria as mesmas descargas de adrenalina que tenho com esta, se calhar não. Mas de certeza teria conhecido muitos mais sítios de mota, e teria a carteira mais cheia.
Responder
#16

(28-12-2017 às 19:44)marco.clara Escreveu:  Há relativamente pouco tempo atrás, estive a um danoninho de ser o proprietário de uma RF900.

Experimentei a mota e gostei. O valor estava ao meu alcance e era negociável. Fui para casa pensar no negócio e fiquei de dar uma resposta dois dias depois.

No entretanto e por mero acaso, comentei o negócio com um amigo, que também por mero acaso conhecia a mota e respetivo dono. Foi assim que fiquei a saber que aquela RF na realidade era a combinação de duas motas acidentadas numa só.

E é por isso que - por sorte - não tenho "aquela" RF900. smile

Devias ter ficado com ela... nem todos se podem "gabar" de possuir um hibrido...  bigsmile
Responder
#17

Aos 16 era para ter uma Yamaha DT 50cc, os meus pais iam decididos a comprar-me uma mota novinha em folha, mas o vendedor disse aos meus pais: "Daqui por um par de anos o rapaz faz 18 anos e tira a carta de carro, depois nunca mais quer saber da mota."

Moral da história, vimos embora sem mota e a ter de andar de autocarro durante mais dois anos.

"V"

Mototurismo a Dois | | Andar de mota é uma arte e cair... faz parte!! | | Motos & Destinos
Responder
#18

(31-12-2017 às 01:11)Serzedo Escreveu:  Aos 16 era para ter uma Yamaha DT 50cc, os meus pais iam decididos a comprar-me uma mota novinha em folha, mas o vendedor disse aos meus pais: "Daqui por um par de anos o rapaz faz 18 anos e tira a carta de carro, depois nunca mais quer saber da mota."

Moral da história, vimos embora sem mota e a ter de andar de autocarro durante mais dois anos.

"V"

Vendedor?
De quê? De lições de moral? censored

Honda CX 400 '83 Eurosport
Responder
#19

Provavelmente os teus pais estavam combinados com o vendedor...ou então o vendedor era um mau vendedor.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)