A mão pesada das restrições europeias anti-poluição
#1

Estamos a 3 meses da entrada em pleno da restritiva norma Euro 5 para as motos (segundo o que está calendarizado). Já se falou num eventual adiamento dessa entrada, em consequência da pandemia global que estamos a viver... não sei em que ponto estará essa questão? Mas que ela está aí a "rebentar"... é um facto!

E para quem achava que a Euro 4 (em vigor desde 01/01/2017) já era suficientemente "pesada" em termos de limitações (o que ditou o descatalogamento de vários modelos), aqui fica uma pequena comparação entre o que está em vigor... e o que aí vem wtf :

[Imagem: 3cedQtc.png]

Há construtores que se foram precavendo, sendo que já prepararam alguns dos seus modelos, em plena Euro 4, para cumprir a Euro 5. Para além disso, todos os modelos novos introduzidos em 2020 já estão obrigadas a cumprir o Euro 5, sendo que a partir de Janeiro de 2021 para serem vendidas / matriculadas na Europa terão que estar de acordo com as limitações estabelecidas na nova normativa.

Mas também já se falam de vários modelos icónicos que poderão ver as suas linhas de produção serem extintas, por não ser rentável a actualização ao cumprimento dos limites rígidos que começarão a vigorar. Aliás, a lista é extensa e em muitas das marcas mais "comerciais", engloba grande parte da gama em catálogo:

HONDA:
CBR650R
CBR500R
VFR800F
GL1800 Gold Wing
CB125R
MSX125
CB125F
CB1100RS
CB1100EX
CB1000R
NC750S
CB500R
CB500F
CB300R
CB125R
VFR1200X
VFR800X
NC750X
X-ADV
CB500X
CRF450L
CRF250 Rally
CRF250L

YAMAHA:
R6
R3
R125
MT-10SP
MT-10 Tourer
MT-10
MT-09 SP
MT-09
MT-07
MT-03
MT-125
XSR900
XSR700
SCR950
XV950
YS125
Super Tenere 1200
Tenere 700
FJR1300 (all versions)
Niken
Niken GT
Tracer 900/GT

SUZUKI:
V-Strom 650
V-Strom 250
GSX-R1000
GSX-R1000R
GSX-R125
GSX-S1000F
GSX250R
Katana
GSX-S1000
GSX-S750
GSX-S125
SV650

BMW:
R1250GS Adventure
R1250GS
F850GS Adventure
F850GS
F750GS
G310GS
R1250RS
S1000RR
K1600B
K1600 Grand America
K1600GT
K1600GTL
R1250RT
R1250R
S1000R
G310R
R nineT/Scrambler/Pure/UrbanG/S
C evolution
C650 Sport
C650GT
C400X
CX400GT

DUCATI:
Diavel 1260/1260S
XDiavel/XDiavel S
Hypermotard 950/950SP
Monster 797
Monster 821/Stealth
Monster 1200/1200S/1200 25th Anniversario
Panigale V4/V4S
Superleggera V4
Streetfighter V4
Multristrada 950/S
Supersport/S
Scrambler Full Throttle/Cafe Racer/Desert Sled/Icon/Icon Dark/Sixty2

TRIUMPH:
Speed Triple
Bonneville Bobber
Tiger Sport
Speed Twin
Scrambler 1200
Street Twin
Bonneville T100
Street Scrambler
Bonneville T120
Thruxton
Speedmaster
Tiger 1200

Claro que para não enfrentarem o "cepo" europeu e se manterem no mercado, obrigará a um esforço grande por parte dos construtores nas respectivas actualizações destes modelos, que podem implicar novos e maiores escapes e respectivos conversores catalíticos, castração de potências pico, reprogramação dos sistemas de admissão, adaptação de sistemas de VVT, etc...
O facto é que se não compensar e as vendas não o justificarem, os construtores optarão pela forma mais simples e veremos alguns dos modelos pelos quais nutrimos afinidade, serem extintos. De igual forma, as rígidas restrições serão também caminho para cada vez mais termos uma mão pesada e diferenciada em termos da fiscalidade... basta olhar ao que já se passa no mundo das 4 rodas.

Por outro lado, será o caminho inevitável que empurre para outras formas de locomoção, nomeadamente as eléctricas?
É que olhando novamente ao exemplo vindo do mundo dos automóveis (actualmente com a norma Euro 6 a vigorar e a prometida a norma Euro 7 para 2023), nas motos é mais que certo que isto também não irá ficar por aqui.

Fica o assunto a debate!

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#2

É a lei da vida. Nada dura para sempre. Não quero transpor a conversa da limitação do ruido do outro tópico mas só vejo todo este processo com bons olhos. Percebo o saudosismo, mas é parte da vida.

Também não tou muito preocupado com as marcas. Vão todas adaptar-se e continuar a vender. Quem estagna morre e isto mantem os engenheiros ocupados.

Não percebo o que se quer passar com essa lista, uma vez que não é crível, como dás a entender, que a partir de janeiro de 2021, com a euro 5, esses modelos vão ter a linha de produção "extinta". O que ai tá é praticamente o catálogo integral das principais marcas. Isso não é possível.

[Imagem: muhz7is.jpg]
Responder
#3

(30-09-2020 às 10:58)el_Bosco Escreveu:  É a lei da vida. Nada dura para sempre. Não quero transpor a conversa da limitação do ruido do outro tópico mas só vejo todo este processo com bons olhos. Percebo o saudosismo, mas é parte da vida.

Também não tou muito preocupado com as marcas. Vão todas adaptar-se e continuar a vender. Quem estagna morre e isto mantem os engenheiros ocupados.

Não percebo o que se quer passar com essa lista, uma vez que não é crível, como dás a entender, que a partir de janeiro de 2021, com a euro 5, esses modelos vão ter a linha de produção "extinta". O que ai tá é praticamente o catálogo integral das principais marcas. Isso não é possível.

Acho que estás um pouco descontextualizado do sentido do tópico. Em lado algum se falou de saudosismo do que quer que fosse, nem de morte de construtores (mas sim de hipotéticos modelos). E a história recente já o demonstrou!

Apenas se comparou a já rígida Euro 4 (e suas consequências) com a ainda mais rígida Euro 5 e se ter noção do que "vem aí".
Claro que a actualização irá existir sempre... até porque os construtores não vendem apenas na Europa (independentemente de também haverem restrições em outros continentes ou países) e não irão fechar portas (nem sei de onde tiraste esse ideia). De qualquer forma essa actualização terá também as inerentes consequências, sendo que uma delas pode passar pela (mais fácil) extinção de modelos.

A listagem não é o que vai ser descatalogado ou extinto (novamente não entendeste), mas sim as motos que actualmente ainda não cumprem a Euro 5... ou seja, as que terão ou de se adaptar... ou saltar fora (aliás, a listagem não é minha, mas sim pública e até vejo ali alguns modelos que efectivamente já estão fora das respectivas gamas).

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#4

(30-09-2020 às 11:27)carlos-kb Escreveu:  Em lado algum se falou de saudosismo do que quer que fosse, nem de morte de construtores (mas sim de hipotéticos modelos).

Tava a interpretar, partindo disto:
(30-09-2020 às 11:27)carlos-kb Escreveu:  O facto é que se não compensar e as vendas não o justificarem, os construtores optarão pela forma mais simples e veremos alguns dos modelos pelos quais nutrimos afinidade, serem extintos.

Como antes já aconteceu, com a entrada em vigor destas normativas, vão sempre embora vários modelos icónicos. Como disse não há mal nenhum em ter saudades deles. Faz parte. Mas "saudosismo" não é um termo necessariamente pejorativo, pelo menos não o usei nesse sentido. Aliás, a definição no dicionário até se aplica na perfeição neste caso:

Citar:"Fidelidade a ideias, usos ou costumes, que não são mais admitidos. "saudosismo", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/saudosismo [consultado em 30-09-2020]."

(30-09-2020 às 11:27)carlos-kb Escreveu:  A listagem não é o que vai ser descatalogado ou extinto (novamente não entendeste)

Não foi eu que o disse... Foste tu. troll

(30-09-2020 às 11:27)carlos-kb Escreveu:  Mas também já se falam de vários modelos icónicos que poderão ver as suas linhas de produção serem extintas, por não ser rentável a atualização ao cumprimento dos limites rígidos que começarão a vigorar.

Há umas semanas falávamos da CB1000R deixar a produção. Parece que a razão será esta afinal e não, como acho que referi, as poucas vendas. Por acaso ainda ontem vi uma.

[Imagem: muhz7is.jpg]
Responder
#5

(30-09-2020 às 11:49)el_Bosco Escreveu:  Tava a interpretar, partindo disto:
(30-09-2020 às 11:27)carlos-kb Escreveu:  O facto é que se não compensar e as vendas não o justificarem, os construtores optarão pela forma mais simples e veremos alguns dos modelos pelos quais nutrimos afinidade, serem extintos.

Precisamente! Eu sou responsável pelo que escrevo... não pelo que tu entendes ou interpretas!

Falo em "afinidade" num sentido literal, como utilizador... por exemplo gamas "icónicas" (esta sim, foi palavra que usei) e de referência para os respectivos construtores, como as GSXR ou a VFR, que já existiam há muito, ainda nem tu borravas fraldas... e que podem (hipoteticamente) desaparecer.
Claro que os construtores existem para ter lucro. Mas nós motociclistas, vemos esta questão bem para lá do mero aspecto economicista.
"Saudosismo", seja num sentido pejorativo ou não, é um termo que veio à baila, de ti... não de mim!

(30-09-2020 às 11:49)el_Bosco Escreveu:  Como antes já aconteceu, com a entrada em vigor destas normativas, vão sempre embora vários modelos icónicos. Como disse não há mal nenhum em ter saudades deles. Faz parte. Mas "saudosismo" não é um termo necessariamente pejorativo, pelo menos não o usei nesse sentido. Aliás, a definição no dicionário até se aplica na perfeição neste caso:

"Fidelidade a ideias, usos ou costumes, que não são mais admitidos. "saudosismo", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/saudosismo [consultado em 30-09-2020]."

Só podes ser "saudosista" de algo que já não há.. o que não é o caso (pelo menos neste contexto e por enquanto).

Mas gosto especialmente quando vais em busca de uma definição de significado para uma palavra que foste tu que a trouxeste... para tentar justificar algo que eu nunca escrevi! bigsmile

(30-09-2020 às 11:49)el_Bosco Escreveu:  
(30-09-2020 às 11:27)carlos-kb Escreveu:  A listagem não é o que vai ser descatalogado ou extinto (novamente não entendeste)

(30-09-2020 às 11:27)carlos-kb Escreveu:  Mas também já se falam de vários modelos icónicos que poderão ver as suas linhas de produção serem extintas, por não ser rentável a atualização ao cumprimento dos limites rígidos que começarão a vigorar.

Não foi eu que o disse... Foste tu. troll

Interessante... ia jurar que o que escrevi, na mesma ideia de um caminho a seguir, de entre outros, foi:

«Claro que para não enfrentarem o "cepo" europeu e se manterem no mercado, obrigará a um esforço grande por parte dos construtores nas respectivas actualizações destes modelos, que podem implicar novos e maiores escapes e respectivos conversores catalíticos, castração de potências pico, reprogramação dos sistemas de admissão, adaptação de sistemas de VVT, etc...»

Da colocação da hipótese (tendo por base a realidade recente da Euro 4) ao facto ou realidade consumada, pode ir uma grande distância.

Mas podemos meter de parte o contexto do tópico e continuarmos a discutir semântica, tendo por base as tuas interpretações dúbias e pessoais (nota: é uma hipótese que coloco... não algo já consumado) pervert.

(30-09-2020 às 11:49)el_Bosco Escreveu:  Há umas semanas falávamos da CB1000R deixar a produção. Parece que a razão será esta afinal e não, como acho que referi, as poucas vendas.

Tendo em conta que o mercado nacional não é demonstrativo de nada e desconhecendo quanto a CB1000R vende por outras paragens... aponto até mais uma razão. O possível aparecimento de uma nova CB1000RR-R com os genes da nova Fireblade, mais concorrencial com a as rivais, canibalizando assim uma mais espartana CB1000R.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#6

Ok. V troll

[Imagem: muhz7is.jpg]
Responder
#7

Era meter uma rolha nos escapes e obrigar estes javardos poluentes todos a circularem assim...

Mais valia anteciparem já a Euro X que vai ditar que só podem ser fabricadas e comercializadas motas elétricas.

Entretanto, nos outros continentes que não o Europeu, creio que a malta se continua mais ou menos a borrifar para isto, certo? Ou existirá uma EUA5 e uma Asian5? lol
Responder
#8

qualquer dia... temos os UBEReats a transportarem pizzas em motos de litro... tudo por causa do normativo anti poluição... o estado agradece o IUC...lol
Responder
#9

(30-09-2020 às 13:30)marco.clara Escreveu:  Mais valia anteciparem já a Euro X que vai ditar que só podem ser fabricadas e comercializadas motas elétricas.

Quando deixar de haver desculpas em torno das autonomias, dificuldades e morosidade dos carregamentos, acredito que vai ser incontornável!
Pode-se é sempre guardar uma velhinha poluente na garagem, para fazer amíude, o gosto ao dedo (e à alma)... isto se até lá elas não forem definitivamente proibidas de circular.

(30-09-2020 às 13:30)marco.clara Escreveu:  Entretanto, nos outros continentes que não o Europeu, creio que a malta se continua mais ou menos a borrifar para isto, certo? Ou existirá uma EUA5 e uma Asian5?

Curiosamente e a título de exemplo disso, a traineira da VFR1200F foi descatalogada com a entrada da Euro 4 (início de 2017). Mas na Austrália, esteve em comercialização até finais de 2018 (até esgotarem certamente as unidades em stock na casa mãe bigsmile ).

Por outro lado, e mesmo sabendo do cepticismo que os EUA têm em relação às políticas ambientais (continuam a ter motores à "grande", em tamanho, consumos e emissões), mas no entanto, também começam a ter normas restritivas em torno das emissões... mas que comparando com o anorético cinto europeu, parece um cinto daqueles que os obesos americanos estão habituados a usar pervert !

[Imagem: eWWUbL6.png]

(veja-se só a diferença em torno das emissões de monóxido de carbono... 12.0g/km para 1.0g/km confused )

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#10

(30-09-2020 às 13:30)marco.clara Escreveu:  Entretanto, nos outros continentes que não o Europeu, creio que a malta se continua mais ou menos a borrifar para isto, certo? Ou existirá uma EUA5 e uma Asian5? lol

A ideia que tenho é que vão por arrasto. Levam tbm com motores euroX nos modelos mais recentes.

Mas tirando a descontinuação de modelos, muito deles já ultrapassados e a necessitar da actualização da praxe, qual é mesmo o problema das normas euro? Os fabricantes, tanto quanto sei, têm conseguido fazê-las cumprir sem perder performance nos motores.

I.e. se conseguem ter motas mais eficientes, com o mesmo ou até maior output e performance, poluindo menos e com melhores consumos?... think

(Posso pedir uma alteração do meu cognome para "Mr. Glass (reciclado)"? lol

[Imagem: muhz7is.jpg]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)