5 erros fatais que devemos evitar
#1

Encontrei esta série de vídeos, e como nunca é demais relembrar, aqui ficam: 5 erros que podem ser fatais.

O 4º erro talvez seja o menos óbvio quando se pensa nisso, mas é frequente.















Fonte: http://vidaemduasrodas.com.br

Boas curvas! 
Responder
#2

discordo

se o "andar bem de moto" depende do exemplificado em vídeos , então aconselho os defendores disto a andar de moto num loja de jogos virtuais .

na realidade , desculpem , mas não é assim que funciona.

lés mil vídeos , sais com a burra da garagem e a 100 metros podes morrer derivado ao que visualizaste neste vídeos...
Responder
#3

Os vídeos refletem uma realidade que não é a nossa.
Olhar para trás numa mota nunca foi um bom conselho, salvo numa selva sem dó como pode ser o trânsito em São Paulo, por exemplo.

No entanto, passando estes vídeos pelo filtro, existem elementos comuns que são importantes, como os vídeos 4 e 5 (onde é discutível o facto de que se consiga evitar uma colisão por alcance detectando que o condutor vai distraído com o telefone).

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#4

(17-03-2017 às 03:32)LoneRider Escreveu:  Olhar para trás numa mota nunca foi um bom conselho, salvo numa selva sem dó como pode ser o trânsito em São Paulo, por exemplo.

Se fizeres o exame de condução e não olhares para trás sempre que mudas de direção... não obtens a carta!

Boas curvas! 
Responder
#5

(17-03-2017 às 03:14)Caroço Escreveu:  lés mil vídeos , sais com a burra da garagem e a 100 metros podes morrer derivado ao que visualizaste neste vídeos...

Não estou a ver como é que o que é dito nestes vídeos te podem levar à morte.

Básicamente, dizem:
1 - nunca assumir que os outros condutores sabem que vens lá (é verdade, a mota é um veículo pequeno e rápido)
2 - o olhar por cima do ombro, permite cobrir o ângulo morto do espelho
3 - quantos motociclistas são colhidos ao virar num entroncamento e são abalroados por um carro em ultrapassagem? não são assim tão poucos
4- fenómeno de fixação do alvo, acontece muito até com carros que se "enfiam" noutros que estão parados na berma de AE por ex.
5 - não olhar para os espelhos, pela mesma razão do 3 por ex.

São conselhos para uma condução defensiva.

Boas curvas! 
Responder
#6

1ª, 2ª e 3ª regra de ouro para quem anda de mota... quando sais de moto... todo o universo congemina contra ti e o objectivo é matar-te... da forma mais lenta... e dolorosa possível... por isso... olho bem aberto... e condução defensiva.

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#7

nunomsp, não é só no exame de moto que és obrigado a olhar por cima do ombro, no carro é igual, apenas não é obrigatório.

Em todo o caso, se bateres por teres um carro em ângulo morto, estás chumbado (exame de carro). É isso que muita gente se esquece nos carros inclusive, olhar por cima do ombro, a cabeça é para virar, não é estática.
Responder
#8

(17-03-2017 às 11:41)nelsonajm Escreveu:  1ª, 2ª e 3ª regra de ouro para quem anda de mota... quando sais de moto... todo o universo congemina contra ti e o objectivo é matar-te... da forma mais lenta... e dolorosa possível... por isso... olho bem aberto... e condução defensiva.

Pá.... isso é >>o que eu digo sempre<<. proud Estou a ver que tens aprendido alguma coisa aqui com o "je"!!! lol

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#9

Não sou fã em conduzir em cidade. Chego a Lisboa e é ver as PCX a passarem-me ao lado. O pára arranca dos semaforos, irritam-me profundamente. E a falata de civismo das pessoas é demais. Houve uma senhora que se defendeu que não tinha feito o pisca porque eu vinha longe, como se não fosse algo obrigatorio.
Quando apanho uma AE, é sempre punho enrolado. Sou eu e a estrada...às horas que vou para casa já não há malta a conduzir. Que liberdade.
Responder
#10

O conteudo dos videos, ja conhecia essa teoria toda. E é sempre bom relembrar.

Eu dou por mim a relembrar-me da teoria sobretudo quando estou mais cansado e os km se acumulam. Se pegar na mota fresquinho normalmente nao preciso nada disso para praticar uma conducao mais ou menos segura.

Mas ao final de um dia longo ha sempre mais tendencia para abrandar menos num cruzamento ou nao virar a cabeca para confirmar uma entrada... ou a relaxar a visao para o abstracto e ai e quando mentalmente faco um esforco para conduzir 'by the book' ... mas nem sempre e facil.


Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)