2015 YZF-R1 / R1M
#81

Uma para a mesa do canto...
Responder
#82

Ficava mesmo bem ao lado da Versys! bigsmile

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#83

Já tinha visto... e fica muito bonita com esta decoração...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#84

Esta decoração fica muito fixe mesmo clap
Responder
#85

Boas;
A GMT94 correu com uma moto com uma decoração parecida.
Contudo, quanto a mim, fica a faltar uma decoração "à europeia" com o clássico branco preto e vermelho. Só as Yamaha americanas é que eram amarelas.
Responder
#86

Mayday..... mayday....

Acabadinha de sair do forno.... Uma R1 civilizada para o comum cidadão... e de certeza a preços mais módicos?!

_______________________________________

Aqui está a novíssima Yamaha YZF-R1S

[Imagem: 4OifaPh.jpg]

Esta versão S da R1 será mais económica do ponto de vista do preço, mantém a eletrónica, os travões e as suspensões, mas também será menos potente e mais pesada.

Será que vai ser uma edição exclusiva para o mercado Norte-Americano, ou será que a R1S vai estar disponível na Europa?

fonte

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#87

Se eu fosse à EICMA, talvez a conseguisse ver...
Responder
#88

Pelo que se fala lá fora, apenas será 1500USD mais barata... ou cerca de 1300 euros.
Será que a poupança justifica a perda de performance pico?

[Imagem: Yamaha-YZF-R1S-horsepower-and-torque-graph.jpg]

Sim.. está mais rica em binário e supostamente o motor será mais adequado ao comum cidadão.
Mas porque raio o comum cidadão compra uma R1 para ir ao pão??

Se o target é "younger riders with a bit less $$" não faria mais sentido estes irem buscar uma R6?
Até porque essa sim... está no final do seu ciclo de vida e já merecia ser substituída.
Responder
#89

(07-10-2015 às 10:36)dfelix Escreveu:  Pelo que se fala lá fora, apenas será 1500USD mais barata... ou cerca de 1300 euros.
Será que a poupança justifica a perda de performance pico?

Eu vejo as coisas no sentido inverso.... quantas vezes será que essa potência pico será utilizável numa condução quotidiana, que justifique o valor a mais?
Sendo que depois a S privilegia o binário, esse sim importante, para as faixas mais utilizáveis nas estradas "civis".

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#90

(07-10-2015 às 10:41)carlos-kb Escreveu:  Eu vejo as coisas no sentido inverso.... quantas vezes será que essa potência pico será utilizável numa condução quotidiana, que justifique o valor a mais?

Entendo o teu ponto de vista e até concordo... mas vou um pouco mais ao fundo da questão:

Quem é que pondera uma moto com as características da R1 para condução quotidiana?

(07-10-2015 às 10:41)carlos-kb Escreveu:  Sendo que depois a S privilegia o binário, esse sim importante, para as faixas mais utilizáveis nas estradas "civis".

Certo, mas continua a ser a R1!
Continua a ser uma superdesportiva que se conduz de gatas e peso do corpo sobre os pulsos.

A única razão lógica que vejo na compra deste modelo é querer ter uma coisa que pareça uma superbike, mas ligeiramente mais fácil de conduzir ignorando o facto de ser penosa ao nível do conforto!
(...e que será sempre vista e no futuro lembrada como a versão resmenga da R1!)  lol

Se o objectivo é ter uma moto mais "utilizável" nas estradas "civis"... reformulem de uma vez por todas a FZ1*!
(isto foi tema de discussão nno antigo MO prai em 2009!)
Criem uma coisa apelativa com um look moderno e apetecível ao público alvo das desportivas.

E não me refiro a uma sport-touring. Pois ao longo dos ultimos anos este segmentou tornou-se obeso e o aparecimento destas novas multi-cross-sport-tourer-all-rounder-cenas tem aumentado o desinteresse!
Refiro-me a uma desportiva que não só o motor seja "utilizável" como seja minimamente confortável!

É que... sejamos realistas: A actual FZ1-S não é feia... mas a forma como foi concebida há 10 anos atrás deixa-a hoje em terra de ninguém!
Não me parece assim tão complexo criar uma ciclística capaz de levar com este crossplane que seja apresentável (a pensar na FZ1-N) e permita ambos os dois tipos de montagem.

O que é o que o público da FZ1N quer? Uma naked com carácter desportivo!
O que é o que o público da FZ1S quer? Uma moto versátil de carácter desportivo!

O resultado desta receita seria motos realistas para os públicos alvos a que se destinam!
O resto bastaria algum marketing. E a Yamaha já provou que (ex: The Dark side of Japan) juntando os ingredientes certos é possível dar carisma às novas motos que tem produzido.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)