180°
#11

Faltou acrescentar e sais no 4.
Responder
#12

(21-10-2015 às 23:10)LoneRider Escreveu:  FZ segue as setas.
Tu entras na rotunda e vais fazer uma inversão de sentido.
Com a mota quantas curvas vais desenhar?

Se referes como inversão de sentido saires na mesma via por onde entraste..... Ou seja perfazendo os 360° da rotunda, vais descrever um única curva. Que se mantiveres a trajectória, será um arco elipsoidal (nunca circular). Isto porque terás um ponto de contacto, sensivelmente aos 180°.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#13

(21-10-2015 às 23:14)Fz1000 Escreveu:  Faltou acrescentar e sais no 4.

A minha pergunta foi simples.
A que velocidade se pode fazer uma rotunda ordinária fazendo uma curva de 180°?

O Michel disse muito mas sem arriscar cifras.
Eu normalmente no ponto de contacto devo ir a uns 45km/h.
Nada de especial, penso de que, mas é uma velocidade mais que razoável.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#14

Há aqui algo que, ou não te estás a explicar bem, ou não está certo.

Se vou fazer uma inversão de marcha, vou fazer, obrigatoriamente, um 360º, visto estarmos numa rotunda.

Quanto ao ponto que chamas ponto contacto, epah, sinceramente não tenho como saber.

Depende de várias coisas, como o formato e tamanho da rotunda, mas principalmente por nunca olhar para o velocimetro nessa altura, cabeça sempre levantada.

Algo que te agradeço, pois a próxima vez que estiver numa rotunda vou ter que olhar para baixo para isto me sair da cabeça.
Responder
#15

Essa pergunta da velocidade é do mais subjectivo possível. Porque isso dependerá de muitas variáveis. Já o CE diz que a todo o momento a velocidade adoptada deverá ser a adequada à via, condições de tráfego, condições atmosféricas, veículo, etc. ,etc.,.....

Ao descrever uma rotunda, olhar para o velocímetro deverá ser a última coisa que me interessará fazer.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#16

(21-10-2015 às 23:18)carlos-kb Escreveu:  
(21-10-2015 às 23:10)LoneRider Escreveu:  FZ segue as setas.
Tu entras na rotunda e vais fazer uma inversão de sentido.
Com a mota quantas curvas vais desenhar?

Se referes como inversão de sentido saires na mesma  via por onde entraste..... Ou seja perfazendo os 360° da rotunda, vais descrever um única curva. Que se mantiveres a trajectória, será um arco elipsoidal (nunca circular). Isto  porque terás um ponto de contacto, sensivelmente aos 180°.

Olha outro...
Carlos visualiza a manobra desde a entrada à saída da rotunda.
Quantas curvas fazes com a Mota?

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#17

Nem foi não arriscar, foi mesmo depender da rotunda e do que disse. Mas sinceramente em rotundas não olho para o velocímetro nem coisa que valha. Vou a ver é se não vem um a entrar que não para, se não existe um que queira sair e me levar à frente, etc! Mas se me lembrar dou uma vista de olhos um dia destes.

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#18

Pronto pessoal...

Arruma para canto, não vamos lá. wtf

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#19

Ao descrever uma rotunda fazem se uma ou duas curvas, se sairmos logo à direita curva se uma vez para a direita.

Se sairmos, p.e, na segunda curvamos primeiro para a esquerda e depois para a direita aquando da saida
Responder
#20

Não desanimes, um dia juntamo-nos todos numa estrada sem grande transito e testamos isto! blink

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)