#11

(04-06-2020 às 16:26)daSilva Escreveu:  Ok. Mas destas marcas, há alguma que se distinga das outras, em relação à fiabilidade ou mesmo a relação qualidade/preço?

Mecanicamente elas acabam a ser todas fiáveis q.b. e nenhuma se destinge totalmente de outra. São motores básicos, simples, sem muito para avariar e mais que comprovados (se fores ver, estes motores são replicas montadas na China, de motores japoneses de baixa cilindrada de há 30 / 40 anos).

Agora o que pode deixar dúvidas nestas motos "made in China", é a restante qualidade de construção dos demais componentes, bem como o recurso a materiais de pior qualidade (em relação às marcas mais "comerciais"). E aqui, desde problemas eléctricos, desaperto de peças, tubagens, radiadores a romperem (nas que sejam LC), bombas de travão a rebentarem e descoloração / desgaste prematuro... são coisas que podes vir a esperar.

Depois outra questão é a má representação e uma rede de agentes deficitária, que pode acarretar alguns problemas ao nível da assistência e fornecimento de componentes específicos.

E a desvalorização, claro. São motos já de si baratas (mesmo novas) e mesmo assim, com procura residual. E no mercado de usados, quase que temos de pagar para alguém nos ficar com elas.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#12

Entendo. Eu procuro uma mota das marcas ditas "low cost", mas estou indeciso entre 4/5 delas.
SWM outlaw
Leonart pilder
Mutt fat sabath ou super 6
Rieju century
Hyosung aquila

Se fossem vocês (mais entendidos em motas de certeza) do que eu e, esquecendo outras cilindradas e marcas premium, optariam por qual? tendo em conta tudo o que sabem sobre elas...
Responder
#13

(04-06-2020 às 16:42)daSilva Escreveu:  Entendo. Eu procuro uma mota das marcas ditas "low cost", mas estou indeciso entre 4/5 delas.
SWM outlaw
Leonart pilder
Mutt fat sabath ou super 6
Rieju century
Hyosung aquila

Se fossem vocês (mais entendidos em motas de certeza) do que eu e, esquecendo outras cilindradas e marcas premium, optariam por qual? tendo em conta tudo o que sabem sobre elas...

Mas tens aí motos que não são "scrambler" (caso da Leonart ou da Hyosung).
Para além de que a Hyosung não é chinesa, mas sim sul-coreana. E dessas, a Aquila 125 parece-me a mais "robusta" e bem construída (motor V2 de refrigeração líquida). Acaba é a ser pesadota (motor de 2 cilindros), o que para uma 125, mais a penaliza. E para uma "oitavo", até tem bom aspecto.

[Imagem: ClpxzoF.jpg]

Mas continuaria a preferir uma VanVan! bigsmile
Edit: E entretanto lembrei-me que tens uma VanVan logo na foto do mês, na página principal do fórum blink

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#14

(04-06-2020 às 15:04)carlos-kb Escreveu:  Mas na Suzuki tens uma moto, que de origem e não sendo propriamente uma scrambler, é um must das 125, cheia de estilo e carisma... a VanVan 125.

No que diz respeito a motos com inspiração scrambler... diria que a van van é o real deal.
Embebe todos os elementos do conceito.
E existe desde o tempo delas!


(04-06-2020 às 16:42)daSilva Escreveu:  SWM outlaw
Leonart pilder
Mutt fat sabath ou super 6
Rieju century
Hyosung aquila

Da tua lista só a SWM Outlaw é uma scrambler.
Ambas as Mutt são apenas retro, sendo a "fat sabath" inspirada num estilo de customização denominado por "brat".

A Hyosung Aquila e a Leonart Pilder são cruisers.
A Aquila numa abordagem mais convencional... para concorrer com o sucesso que está a ser a keeway superlight.
E a Pilder numa abordagem mais exótica inspirada em power cruisers como a Diavel, Vmax, etc.

A Rieju Century é uma neoclássica.
Ou seja, tem inspiração retro mas recorre a elementos mais modernos.
E por sinal é de uma marca europeia que embora não seja "consagrada" é bastante antiga. E usa um motor que embora seja fabricado na China é da Piaggio. (o mesmo motor da Aprilias 125)
Seria a minha escolha dessa lista.. embora tenho ideia que o modelo já foi descontinuado.




BTW,
Uma 125 lindissima que partilhava imensos componentes com essa Rieju é a FB Mondial HPS.
Outra marca europeia que renasceu das cinzas.
Mas tenho ideia que seja cara.*

Há ainda uma moto que deve ser a derradeira scrambler 125 dos tempos modernos que é a Fantic Caballero.
Mas tenho ideia que custa um balúrdio.


Tira a carta.
Terás um leque de escolhas mais interessante em todos os aspectos.


*Entretanto fui ver e a HPS custa 3695€.. o que a torna mais barata que os 4250 € da Rieju!

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#15

Obrigado por toda esta ajuda!
Neste momento estou inclinado para a Rieju Century, que pensam disto?
Já agora, em termos de assistência (peças e etc), com esta marca, tenho facilidade ou não em arranjar, caso seja necessário?
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)