Motonliners

Versão completa: R7 2021
Está de momento a ver uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
É pah, quando vi, pensei, espetacular, a r7 vai voltar... baseada na MT-07.

Ou seja, uma espécie de resposta a Aprilia RS 660.

Vamos ver o que a Yama tem planeado.

[Imagem: R7-3.jpg?w=745&ssl=1]

Link para a noticia:
https://motorcycleonline.info/?p=27798
Citar:A Yamaha irá lançar em breve uma YZF-R 7 como alternativa à Aprilia RS 660.

A Aprilia poderá ter-se tornado a pioneira num segmento totalmente esquecido por todas as marcas por mais de uma década, a de motos desportivas de dois cilindros de baixa cilindrada. O surgimento da RS 660 no mercado foi uma revolução completa ao oferecer um produto que combina a potência de um motor de dois cilindros que se move muito bem em estrada, com uma linha de ajudas eletrónicas que garantem uma condução e segurança, que, embora desportivas, não caem no radicalismo das grandes superbikes atuais.

Até ao momento, a Honda é possivelmente a única fabrica que oferece um produto alternativo à RS 660 em termos de potência e desempenho, embora o seu conceito seja menos desportivo e a implantação de ajudas eletrónicas esteja longe disso, a CBR650R.

A atenção que a Aprilia tem obtido com a sua RS 660 não parece ter passado despercebida pela Yamaha, marca que há poucos dias confirmou a cessação da comercialização da sua YZF-R6 para 2021, disponibilizando apenas uma versão denominada R6 Race para uso exclusivo em pista.

[Imagem: ApriliaRS660-2.jpg?w=745&ssl=1]

ApriliaRS660-2
A Yamaha ficou sem a possibilidade de oferecer aos seus clientes uma moto desportiva entre os seus 42 cv da YZR-R3 e a toda-poderosa YZF-R1 de 200 cv. O meio-termo que a YZF-R6 oferecia até agora desapareceu de repente, embora de acordo com a revista japonesa Autoby, a Yamaha venha a fazer uma surpresa preparada para nós, a YZF-R7.

Conforme divulgado pela Autoby, esta YZF-R7 2021 será baseada na nova geração da MT-07 que a Yamaha apresentou há algumas semanas, herdando o seu motor de dois cilindros, quatro tempos, 689 cc e sistema crossplane, derivado dos seus motores de MotoGP.
[Imagem: YamahaR7-1.jpg?w=745&ssl=1]

YamahaR7-1
Enquanto este motor debita 73,4 cv às 8.750 rpm. na sua última adaptação ao regulamento Euro5, a Yamaha ainda terá muito espaço para aumentar sua capacidade de rotações para melhorar a sua potência, uma estratégia que a Aprilia já seguiu com o motor compacto de dois cilindros RS 660, que com menos cilindrada (659 cc ) roda até 10.500 rpm. para debitar 100 cv de potência.

As alterações não irão parar por aí. De acordo com a publicação da revista japonesa, a YZF-R7 2021 adotará uma estética próxima à da R3, embora as suas linhas sejam um pouco mais nítidas para lhe dar uma imagem própria.

Agora, só temos que esperar alguns meses para ver se, conforme a Autoby e outras medias japonesas publicaram, esta R7 baseada no motor e na parte do ciclo da MT-07 se irá tornar uma realidade.

https://motorcycleonline.info/?p=27798
É descer muito baixo... uma YZF-R7 derivada duma mt07...

Especialmente, quando uma R7 era sinonimo de "creme de la creme"...

[Imagem: 1999_Yamaha_YZF-R7-3.jpg]

Quando elas tinham a cilindrada certa...
Com o aparecimento do CP3, que foi apresentado literalmente preso por arames, e ainda muito antes de haver "mota" para ele, as primeiras conjecturas era que seria destinado a uma substituta da R6.

[Imagem: k9Wa5Bj.jpg]

8 anos depois, o CP3 já serviu a várias motos, mas nenhuma delas uma desportiva. E findo esse mesmo tempo, a R6 sai finalmente de catálogo e a conjectura é que irá surgir uma R7 baseada na versão menor dos CP?! think
Para estar ao nível dos números da Avarilia e concorrer com ela, o CP2 (actual) terá mesmo de tomar uns valentes esteroides.

(03-12-2020 às 16:23)nelsonajm Escreveu: [ -> ]É descer muito baixo... uma YZF-R7 derivada duma mt07...

Tens também o exemplo da antiga MT-03, que nada tem que ver com esta actual.

(03-12-2020 às 16:23)nelsonajm Escreveu: [ -> ]Especialmente, quando uma R7 era sinonimo de "creme de la creme"...

[Imagem: 1999_Yamaha_YZF-R7-3.jpg]

A OW-02. thumbsup

Podes ver uma, na versão street legal, no Caramulo, ao lado da RC40 que também lá está... e que até saem as duas amíude, à rua.

[Imagem: uQf6qFY.jpg]

[Imagem: csfltP8.jpg]
(03-12-2020 às 17:22)carlos-kb Escreveu: [ -> ]Com o aparecimento do CP3, que foi apresentado literalmente preso por arames, e ainda muito antes de haver "mota" para ele, as primeiras conjecturas era que seria destinado a uma substituta da R6.

[Imagem: k9Wa5Bj.jpg]

8 anos depois, o CP3 já serviu a várias motos, mas nenhuma delas uma desportiva. E findo esse mesmo tempo, a R6 sai finalmente de catálogo e a conjectura é que irá surgir uma R7 baseada na versão menor dos CP?! think
Para estar ao nível dos números da Avarilia e concorrer com ela, o CP2 (actual) terá mesmo de tomar uns valentes esteroides.

(03-12-2020 às 16:23)nelsonajm Escreveu: [ -> ]É descer muito baixo... uma YZF-R7 derivada duma mt07...

Tens também o exemplo da antiga MT-03, que nada tem que ver com esta actual.

(03-12-2020 às 16:23)nelsonajm Escreveu: [ -> ]Especialmente, quando uma R7 era sinonimo de "creme de la creme"...

[Imagem: 1999_Yamaha_YZF-R7-3.jpg]

A OW-02. thumbsup

Podes ver uma, na versão street legal, no Caramulo, ao lado da RC40 que também lá está... e que até saem as duas amíude, à rua.

[Imagem: uQf6qFY.jpg]

[Imagem: csfltP8.jpg]
Não acho difícil o motor CP2 atingir valores minimamente competitivos com a 660. Dado que até a RS660 tem a mesma ponta de velocidade de uma MT07.
Tens algumas "FZ07R" nos EUA a fazer quase 90cvs com modificações pouco sérias. (Admissão, escape, ignição/combustível e árvores de cames)
O uso do CP3 para competir com o 660 da aprilia não faz muito sentido devido ao seu tamanho, o CP2 é um motor bem mais compacto.
Julgo que um CP2 já no corpo de uma R6, já seria bastante apelativo, mesmo mantendo os 75cvs.

Enviado do meu SM-G935F através do Tapatalk
(03-12-2020 às 16:23)nelsonajm Escreveu: [ -> ]É descer muito baixo... uma YZF-R7 derivada duma mt07...

Especialmente, quando uma R7 era sinonimo de "creme de la creme"...

[Imagem: 1999_Yamaha_YZF-R7-3.jpg]

Quando elas tinham a cilindrada certa...

Infelizmente, a tradição já não é o que era...
O mundo muda. Mudem com ele.
(03-12-2020 às 21:05)pedromt07 Escreveu: [ -> ]Não acho difícil o motor CP2 atingir valores minimamente competitivos com a 660.

Difícil não será... A questão é conseguir obter esses valores sem comprometer a fiabilidade.
Se olhares às cotas internas, verás que o motor da Avarilia é bem mais quadrado e com menor curso, em relação ao CP2, o que lhe privilegia logo á partida mais rotação e consequentemente mais potência. Aliás, o twin da RS é literalmente meio motor do V4 da desportiva maior de Noale. Só aqui vemos quais os seus genes.
O CP2, por seu lado (e ao contrário do CP3), jamais foi pensado para uma desportiva e acaba a ser uma solução de recurso da parte da marca de pianos usando a base de uma utilitária.

(03-12-2020 às 21:05)pedromt07 Escreveu: [ -> ]Dado que até a RS660 tem a mesma ponta de velocidade de uma MT07.
Com uma diferença de 25 cv para mais, não é difícil com certeza à RS660 ter a mesma ponta da MT-07... e ainda mais um bom bocado, certamente! bigsmile

(03-12-2020 às 21:05)pedromt07 Escreveu: [ -> ]O uso do CP3 para competir com o 660 da aprilia não faz muito sentido devido ao seu tamanho, o CP2 é um motor bem mais compacto.

O CP3 já cá anda há 8 anos e várias vezes se falou na imprensa especializada, desde que foi apresentado, em poder ser usado numa desportiva de classe intermédia, para substituir a R6. A questão é que pela sua cilindrada excede as regras dos 675cc para os triple, impostos para o WSSP600... e foi isso possivelmente que fez a marca de pianos manter até hoje a R6 e ir desistindo de ter uma desportiva de âmbito meramente comercial. Até porque nas pistas, a R6 continua ganhadora (ainda que mesmo com a descatalogação eminente em consequência da Euro 5, continuará segundo se diz, como modelo de produção "non street legal"). Agora, jamais uma desportiva com o CP2 ocupará o seu lugar, pois por mais que o esmifrem, vai-lhe faltar sempre um bom bocado.

Entretanto a Avarilia apareceu só agora, e curiosamente (ou não), está dentro desses parâmetros para ser homologada para o WSSP.

Ou seja, nunca uma hipotética CP3 desportiva foi pensada para ser rival de uma moto que nem sequer existia. E por inerência, muito menos uma moto recentemente lançada sob determinados pressupostos, como é a RS660, veio para rivalizar com uma moto que nunca viu a luz do dia.

(03-12-2020 às 21:05)pedromt07 Escreveu: [ -> ]Julgo que um CP2 já no corpo de uma R6, já seria bastante apelativo, mesmo mantendo os 75cvs.

Será mesmo? think Numa desportiva os números contam de sobre-maneira e é isso que as tornam (também) apelativas e as faz vender.
Quando passas de uma moto com quase 120cv, para uma moto «no corpo de uma R6» com menos 45cv, julgo que se tornaria tudo, menos apelativo.

Mas travestis não faltam por aí, como bem sabemos. pervert
(04-12-2020 às 00:07)el_Bosco Escreveu: [ -> ]O mundo muda. Mudem com ele.

Para quê pá!?

Deixa estar os velhos do Restelo, que esses andam de mota!
(04-12-2020 às 06:51)LoneRider Escreveu: [ -> ]
(04-12-2020 às 00:07)el_Bosco Escreveu: [ -> ]O mundo muda. Mudem com ele.

Para quê pá!?

Deixa estar os velhos do Restelo, que esses andam de mota!

Se adoptares uma atitude menos conservadora isso impede-te de andares de mota?! think

Depois desta noticia a Honda deve estar a preparar uma desportiva com o motor da Nc! devil
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25